Carnaval o ano inteiro: Análise dos Sambas-Enredos Parte 1

Arthur Monteiro da Silva Cardoso

Paraíso do Tuiuti – Carnavaleidoscópio Tropifágico

paraiso

Remetendo à colonização de nosso Brasil, a escola traz um bom enredo, para garanti-la  no grupo especial, trazendo a falta de identidade brasileira, fazendo uma ligação histórica, pela ditadura até chegar aos dias atuais, como está em sua sinopse: “Não somos recatados e do lar”

Ela chega mostrando nossas belezas brasileiras e dizendo que foi aqui que o mundo conheceu a alegria, dizem eles que nos catequizaram e eu vos digo que nós carnavalizamos o mundo com nossa multiculturalidade. O Brasil tropical, um pais que nasceu a partir de alegria e festa, do verde da mata, do colorido dos frutos e das flores, que nunca poderá perder essa sua identidade, que é a alegria.

Avançando no tempo, ela nos leva a época da ditadura, onde éramos privados de nossa cultura e que muitos artistas se destacaram com músicas que acenderam o povão e trouxeram a felicidade de volta ao Brasil. Gilberto Gil e Caetano Veloso serão homenageados, com um carro que estampará seus rostos abrindo a época de ouro de nosso país que irá trazer Chacrinha como tema em um dos blocos.

Por mais que ela não venha forte, o desfile irá decidir, um enredo gostoso com muitos jogos de palavras que podem confundir em primeiro momento, mas que refletem a alegria verde e amarelo de nossa pátria.

     Jurado 1       Jurado 2       Jurado 3       Jurado 4        Arthur
9,7 9,9 9,9 9,7 9,9

Grande Rio – Ivete do rio ao Rio

logo_grande_rio_carnaval_2017

A Grande Rio traz uma bela homenagem a Rainha do Brasil, Ivete. Um enredo delicioso, que remete a sua infância em Juazeiro até seu sucesso internacional com sua maravilhosa voz.

Traz a lenda que seus pais lhe contavam, da serpente encanta (OLHOS DE FOGO DA SERPENTE ENCANTADA), as festas de São João, em que dançava quadrilha. Sua família também não escapa da homenagem, falando sobre os violões que seu pai trouxe de sua origem espanhola.

Seu sucesso acontece e suas músicas se entrelaçam no enredo (Gente de fé; levanta poeira; povo do gueto; etc), e seu início não poderia ser descartado, citando seu ingresso na EVA “COM A EVA ENCANTEI TODA CIDADE”.

A internaciolização de Ivete, rainha do mundo, que foi abraçada pelo povo de Caxias,  lotou e fez a cozinha da escola colocar água na feijoada, de tanta gente que foi à sua apresentação na quadra da invocada.

Um enredo que encantou a todos, um dos melhores desse ano.

Jurado 1 Jurado 2 Jurado 3 Jurado 4 Arthur
10 10 10 9,8 10

Imperatriz Leopoldinense – Xingu, o clamor vem da floresta

imperatriz_ccxczcx2017

A Imperatriz fez um dos enredos que pessoalmente não me agradou, muito falado, com pouca melodia, um refrão fraco, porém um enredo rico.

Decidiram falar sobre os índios, eles vivem na liberdade, não foram infectados pelo ódio mundano, e assim, vivem em harmonia com a natureza.

Eles abordaram uma bela crítica social, a de que os índios são exemplos de humanidade, enquanto essa sociedade atual precisa de leis, precisa de alguém falando o que pode e o que não pode e suas consequências, os índios vivem na liberdade, sem leis limitadoras e assim não formam o caos que nós formamos.

O índio está perdendo seu espaço, e isso fica claro no trecho “O índio luta pela sua Terra… Minha cor é vermelha dor”, eles pararam no tempo, os arcos que seus antepassados utilizavam é o mesmo que utilizam hoje em dia, porém não é ruim, eles não evoluíram,  pois chegaram no limite da harmonia com a natureza, enquanto nós ultrapassamos esse equilíbrio e criamos o caos.

Embora sua sinopse seja forte e rica, o enredo ficou fraca e sinceramente não expressa a grandeza que é este tema.

Jurado 1 Jurado 2 Jurado 3 Jurado 4  Arthur
10 9,8 10 9,9 9,8

Vila Isabel – O som da cor

logdsdasdaso_2017

O som da cor, as Vila traz a influência da música na América, citando vários ritmos musicais, como soul, jazz, tango, reagge, etc.

A dança e a música se completam, a Vila nos mostra isso com grande propriedade, o amor da dança à dois, o par se formando um só. O batuque brasileiro, o soul a mais perfeita forma de expressar.

 

Um enredo muito gostoso de ouvir, porém, pobre, o tema é muito fraco.

Jurado 1 Jurado 2 Jurado 3 Jurado 4  Arthur
9,8 10 10 10 9,8

Essa foi a primeira parte da série da analise dos sambas-enredos de 2017

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s